A história do Cooperativismo

A história do Cooperativismo

A história do Cooperativismo

Você leva menos de 4 minutos para ler essa publicação!

O cooperativismo é um modelo de negócios que tem crescido cada vez mais no mundo. Pautado em princípios como democracia e igualdade, são adotados pelas mais diversas cooperativas ao redor do mundo. Nessa publicação abordaremos a história dessa filosofia.

A dificuldade

No século XVIII, com a Revolução Industrial, observou-se um aumento exponencial do número de desempregados na Europa. Os trabalhadores que não eram demitidos ficaram à mercê de um salário extremamente baixo. Frente às complicações, diversos funcionários – em sua maioria tecelões – reuniram-se para encontrar uma solução benéfica a todos.

A cooperação

Nessa realidade, em 1844, 28 funcionários residentes em Rochdale-Manchester se reuniram para pensar em uma solução para os problemas sociais enfrentados. Foi formado, nesse momento, a primeira cooperativa! As 28 pessoas montaram um armazém com o intuito de comprar alimentos em grande escala e assim conseguir preços melhores ao vendê-los. Já nessa época existiam certos valores, utilizados ainda atualmente pelo cooperativismo, como a honestidade, a solidariedade, a equidade e a transparência.

A ideia se espalhou e quatro anos depois a primeira cooperativa da história possuía mais de 140 associados! Em 1881, já existiam, na Inglaterra, mais de mil cooperativas, se desdobrando nos setores agrícola, comercial, habitacional e diversos outros.

No Brasil

A cultura da cooperação foi observado em território brasileiro muito cedo, mais precisamente no período de colonização. Na época, era praticada por funcionários públicos, militares, profissionais liberais, operários e imigrantes europeus. 

A primeira cooperativa, por sua vez, foi fundada em 1889, em Minas Gerais, e chamava-se Cooperativa Econômica dos Funcionários Públicos de Ouro Preto. Em 1902, foi fundada a primeira cooperativa de crédito brasileira, atualmente denominada SICREDI, a qual está aberta ainda hoje! Depois delas, o cooperativismo começou a se espalhar pelo país, em estados como São Paulo, Pernambuco e Rio de Janeiro.

A OCB e sua importância

Mesmo após se espalhar pelo país, as cooperativas ainda não possuíam reconhecimento na sociedade. Em 1969 é, então, fundada a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), com o intuito de representar e defender o cooperativismo e seus interesses nacionalmente. A OCB é uma sociedade civil sem fins lucrativos, neutra política e religiosamente.

Em 1971 é criado um projeto de lei que regularizava as cooperativas e anos depois, com a Constituição de 1988, as organizações enfim alcançam seu direito à autogestão.

O cooperativismo é um movimento de 175 anos e tem conquistado, com o tempo, cada vez mais espaço na sociedade. No entanto, ainda são observadas dificuldades, pelas cooperativas, em serem reconhecidas como um modelo econômico ideal. Quer descobrir maneiras de alterar essa realidade e novas oportunidades dentro do cooperativismo? Cadastra-se aqui!

Deixe uma resposta

Fechar Menu