Cooperativismo e a transformação social

Cooperativismo e a transformação social

O cooperativismo é mais que um movimento social econômico, é uma filosofia de vida que busca melhorar o mundo que vivemos, por meio de ajuda mútua nas comunidades. O cooperativismo substitui o conceito de emprego/salário por trabalho/renda, nesse modelo quem toma as decisões é o grupo.

As cooperativas são promotoras de uma reforma social dentro do capitalismo e tem grande importância no desenvolvimento dos estados, sua contribuição com a comunidade impacta diversos setores da economia, colabora com o meio ambiente e arrecada tributos necessários para o desenvolvimento do país.

Alguns setores transformados com o cooperativismo

Agropecuário: Só no Paraná o cooperativismo agropecuário representa cerca de 52% da economia agrícola do estado, as cooperativas são difusoras de tecnologia e implementadoras de políticas de desenvolvimento do setor. A força do Cooperativismo, fez com que o Paraná se tornasse líder em produção agrícola no estado, servindo de exemplo para o restante do país.

Crédito: Nos diversos setores da economia, as cooperativas de crédito, suprem as deficiências dos bancos tradicionais, oferecendo recursos financeiros para cooperados que desejam abrir seu próprio negócio, plantar ou adquirir bens para produção.

Educacional: Como uma alternativa à deficiência do estado em prover ensino público de qualidade, as cooperativas educacionais garantem qualidade de ensino, redução de custos e melhores condições para educadores e alunos. Nos últimos anos, houve um aumento significativo dessas cooperativas. Embora, respeite as diretrizes do MEC, as cooperativas educacionais podem controlar o plano pedagógico, as práticas e os métodos de ensino da instituição. Garantindo um maior controle e gerenciamento dos pais em relação a educação de seus filhos.

Habitacional: As cooperativas habitacionais são uma alternativa econômica para famílias que desejam adquirir a casa própria, visto que, por não haver juros nem lucros, pode haver uma redução de até 50% do valor do imóvel. Esse tipo de cooperativa beneficia as comunidades mais pobres, que de outra maneira não poderiam comprar um imóvel.

Investimentos sociais: Todos os anos milhares de reais são investidos em ações sociais, já que a responsabilidade social é intrínseca no cooperativismo. A preocupação com a cidadania, a solidariedade e apoio à população carente, meio ambiente, saúde e bem-estar dos cooperados e de todos inseridos na comunidade, faz parte das principais ações do cooperativismo.

É possível cooperar em qualquer atividade, existem cooperativas de Infraestrutura, Saúde, Trabalho, Transporte, Turismo e outros, todas com o mesmo objetivo, transformar a comunidade que estão inseridas, levando justiça e igualdade para todos!

Com o intuito de ajudar as cooperativas a promoverem ainda mais a transformação na sociedade, a Integração contribui por meio de ações estratégicas de marketing, apoiando a divulgação do cooperativismo no país.

Deixe uma resposta

Fechar Menu